Arquivo da categoria: Copa América Downhill

Copa América de Downhill 4X – Julia Alves e Gabriel Giovannini confirmam o favoritismo

Brasileiros confirmam o favoritismo e são campeões de torneio em São Roque

Na Copa América de Ciclismo Downhill 4X, disputada neste domingo, em São Roque, no interior de São Paulo, a atleta Julia Alves conquistou pela quinta vez a competição (já tinha sido campeã nas edições 2014/15/16/19), enquanto Gabriel Giovannini levantou o seu terceiro troféu (campeão em 2018/19).

O percurso montado em São Roque tinha 600 metros de descida, com 12 curvas. No caminho, jardim de pedras, túnel, ponte e uma reta final para fechar a pista.

Copa América de Downhill – Foto Reprodução

A primeira final foi a das mulheres, onde Julia Alves já pulou na frente fazendo a primeira curva em primeiro.
A partir desse momento só aumentou a distância e chegou com o tempo de 55s677. O segundo lugar ficou com a Bruna Ulrich, que não largou muito bem, mas se recuperou bem durante o percurso e chegou com 1m00s309. Mariana Lopes foi terceira colocada.

Esse ano eu vim com mais vontade, por estar há muito tempo sem competir. Vim para curtir, para me divertir. Deu tudo certo – disse Julia.

Não posso negar que fiquei bem ansiosa com a volta, pois foi muito tempo sem competir, mas deu tudo. Estava preocupada com minha bike dar problema no meio da pista e isso aconteceu (escapou a corrente), mas consegui manter a velocidade e conseguir mais um titulo aqui, o que eu considero muito importante – destacou a piloto, de 24 anos.

Ciclismo Downhill, imagens aéreas da pista – Foto Reprodução

Já na final masculina, Gabriel Giovannini largou melhor, com Renato Rezendo colado durante o início no percurso.
Essas posições se mantiveram e Giovannini passou pela linha de chegada com o tempo de 47s208. A segunda posição foi de Renato Rezende, com 47s812. Kaique Milani foi terceiro e Guilherme Ribeiro o quarto.

No ano passado eu não me dediquei muito, então esse ano eu estava com mais gana e vontade de ganhar. Eu treinei muito, não foi pouco não. Sabia que os caras iam vir com tudo, eu treinei muito mesmo – disse o campeão.

Essa conquista foi bem dura, pois estava ao lado de três feras do BMX e que largam demais. Felizmente, também tenho uma base boa do BMX. Não sou profissional como eles, mas treinei bastante, especialmente sprint. É uma sensação muito gratificante, com todo o esforço e dedicação sendo recompensados e se transformarem em vitória. Tudo isso é muito engraçado, uma vez que antigamente eu estaria feliz por estar na final. Hoje, é só a vitória que importa – afirmou Gabriel.

Matéria base originalmente publicada em Globo Esporte e Olimpíada Todo Dia

Equipe a sua bike aqui na Azupa!

Copa América de Downhill 4x – 2020

Luana Oliveira leva o título no feminino e o tcheco Tomas Slavik vence o masculino em duelo emocionante com o brasileiro Gabriel Giovannini.

Neste último domingo (19/01/2020) aconteceram as finais da 12ª edição da Copa América de Downhill 4x, realizada no Ski Mountain Park, em São Roque (SP).

A competição foi criada em 2002 e aconteceu até 2006, voltando em 2014 sem perder a força e a prova de 2020 chegou com a expectativa de ter baterias de tirar o fôlego. Os pilotos precisaram de muita técnica e habilidade para encarar a pista de 600 metros, 13 obstáculos e 8 curvas.

Foto: Globo Esporte – Sergio Shibuya / MBraga Comunicação

A final da prova feminina consagrou a catarinense Luana oliveira como campeã em uma disputa eletrizante com a também catarinense Bruna Ulrich que terminou na segunda colocação.
A mineira Bárbara Jechow e Ana Maria Xavier, também de Santa Catarina, completaram o pódio em terceiro e quarto respectivamente.

A prova em São Roque foi o retorno de Luana às disputas nessa competição após se recuperar de lesão na mão, e não esperava voltar a competir nesse nível tão rápido. “Foi bem divertido, foi um desafio e um prazer enorme estar com elas e fortalecer o esporte. Todo mundo merece parabéns” disse a atleta.

Foto: Globo Esporte – Sergio Shibuya / MBraga Comunicação

Na prova masculina, a disputa final ficou entre o brasileiro Gabriel Giovannini e o tcheco Tomas Slavik, um dos melhores ciclistas do mundo na atualidade. A decisão foi bem equilibrada e a disputa entre os dois atletas foi palmo a palmo, a cada curva um estava na frente do outro, até que, perto da linha de chegada, o tcheco abriu vantagem para o título.

Foi uma das melhores provas que já participei. Eu larguei bem, mas o Gabriel também vinha forte. Eu liderava e ele estava bem perto. Depois ele me passou, eu passei ele, trocamos as posições algumas vezes em um duelo muito legal mesmo. Andei no meu limite o tempo todo. Foi uma disputa limpa e bonita. Estou feliz em fazer parte desta competição. É uma prova bem legal”, comemorou o campeão.

Já o brasileiro ressaltou o alto nível da competição, “Eu sabia que ele era muito bom, foi a corrida mais disputada de todos os anos. Só de ficar roda a roda com o Slavik já foi muito bom

Resultado da Copa América de Downhill 4x 2020 – Baterias Finais

Feminino

1 – Luana Maria de Souza Oliveira (BRA), 56seg869
2 –
Bruna Ulrich (BRA), 57seg293
3 –
Barbara Jechow, 1min09seg873
4 –
Ana Maria Xavier (BRA), 1min25s153

Masculino

1 – Tomas Slavik (CZE), 48seg893
2 –
Gabriel Giovanini (BRA), 49seg512
3 –
Ian Rojas (CHI),50seg653
4 –
Tiago Lumertz (BRA), 52seg363

Campeões da Copa América

2002 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2003 – Robson “Urubu ” Santos (BRA)
2004 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2005 – Sebastián Vasquez (CHI)
2006 – Doron Cattoni (BRA)
2014 – Lucas de Borba (BRA) e Julia Santos (BRA)
2015 – Enrique Genova (CHI) e Júlia Santos (BRA)
2016 – Thiago Boaretto (BRA) e Júlia Santos (BRA)
2017 – Anderson de Souza Filho (BRA) e Thaynara Chaves (BRA)
2018 – Gabriel Giovannini (BRA) e Bruna Ulrich (BRA)
2019 – Gabriel Giovannini (BRA) e Júlia Santos (BRA)
2020 – Tomas Slavik (RTC) e Luana Oliveira (BRA)

Matéria originalmente publicada em Globo Esporte

Já deixou sua bike em dia para encarar as trilhas de 2020?
Você encontra tudo aqui na Azupa!

Copa América de Downhill 4X – 2019

Entre os dias 18 a 20 de janeiro aconteceu a 11ª edição da Copa América de Downhill 4X. Criado em 2002 e disputado até 2006, o evento retornou em 2014 em São Roque (SP).
Com um percurso técnico, rápido e repleto de desafios, o trajeto montado no Ski Mountain Park sofreu mudanças em relação à última edição.
Com novas rampas, ponte e um túnel, o percurso segue com 600 metros de descidas, com 13 obstáculos e oito curvas.
A competição é realizada em baterias de quatro participantes, onde os dois primeiros se classificam para as fases seguintes.

Foto: Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação

Cerca de 120 pilotos, sendo 90 no masculino e  30 no feminino, participaram das duas tomadas de tempo individuais no sábado (19).
Após a tomada de tempo, entre os homens, 32 pilotos se classificaram para as finais, mais quatro atletas suplentes (sendo que oito estavam pré-classificados para a decisão). No feminino, as quatro melhores da Copa América de Downhill de 2018 estavam pré-classificadas e se juntaram as outras 14 atletas que se classificadas na tomada de tempo, além das quatro suplentes.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

Os brasileiros Gabriel Giovanini e Bruna Ulrich defendiam o título da Copa América. Outro destaque foi Renato Rezende, que disputou as Olimpíadas de Londres 2012 e Rio 2016 no BMX e disputou o campeonato como forma de treinamento a fim de melhorar sua forma visando a bons resultados.

Nas finais realizadas no domingo (20), Gabriel Giovannini teve um acirrado duelo com Renato Rezende, mas Giovannini levou a melhor na largada e manteve a liderança até cruzar a linha de chegada. Renato foi o segundo colocado, com Kaique Milani completando o pódio. O chileno Enrique Genova, campeão em 2015, foi o quarto colocado.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

– É muita emoção. É uma corrida que gosto muito, me dedico muito. É a realização de um sonho. Muita batalha para estar aqui. Só tenho a agradecer – disse Gabriel.

No feminino, Júlia Alves conquistou o seu quarto título da Copa América, recuperando o seu domínio na competição. Campeã em 2014, 2015 e 2016, a atleta abriu vantagem e terminou a prova com folga à frente da segunda colocada Mariana Lopes. O pódio foi completado por Laís Flecke.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

– Ano passado fiquei fora nas quartas e foi bem frustrante. Este ano vim com um pouco de receio, mas com muita vontade de estar aqui de novo. Vim de lesão, então segurei um pouco. Tenho que me cuidar também porque meu foco é o BMX – disse Júlia.

Campeões da Copa América

2002 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2003 – Robson “Urubu ” Santos (BRA)
2003 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2005 – Sebastián Vasquez (CHI)
2006 – Doron Cattoni (BRA)
2014 – Lucas de Borba (BRA) e Júlia Alves (BRA)
2015 – Enrique Genova (CHI) e Júlia Alves (BRA)
2016 – Thiago Boaretto (BRA) e Júlia Alves (BRA)
2017 – Anderson de Souza Filho (BRA) e Thaynara Chaves (BRA)
2018 – Gabriel Giovannini (BRA) e Bruna Ulrich (BRA)
2019 – Gabriel Giovannini (BRA) e Júlia Alves (BRA)

E você? Acompanhou a Copa América Downhill?
Conta pra gente o que achou!

Precisando equipar a sua bike?
Conte com a Azupa!
Tudo o que você precisa para a sua bike está aqui!