Arquivo da tag: dirt jump

BMX Dirt Jump

O Dirt Jump é uma das 5 modalidades do BMX Freestyle e é um dos estilos mais difíceis de praticar, mas também um dos mais bonitos de assistir, pois tem como sua característica principal, o radicalismo das manobras de alto risco.

Numa tradução livre, o “salto na terra” é praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas. As rampas podem ser únicas, double ou trails (sequência de rampas), quanto maior a inclinação da rampa, maior o voo e mais tempo entre um salto e outro para o ciclista.

A Origem

O Dirt Jump surgiu nos Estados Unidos, em meados da década de 1970. Os pilotos das provas de BMX Racing começaram a realizar manobras e saltos durante as provas para atrapalhar os demais competidores. Após as manobras serem proibidas nas competições, a modalidade Dirt Jump surgiu.

O objetivo dos praticantes do Dirt Jump é realizar as manobras da maneira mais perfeita possível. Nas competições, é considerada a altura alcançada pelo atleta, a dificuldade, o estilo, a criatividade e perfeição das manobras.
Devido ao alto risco das manobras, é essencial o uso de equipamentos de segurança na prática dessa modalidade.

A Bike para Dirt Jump

A modalidade é praticada com bicicletas BMX aro 20 ou MTB aro 26. Elas devem ser mais resistentes que as convencionais para aguentar o impacto das manobras.

Precisando de pneus e acessórios para a sua BMX?
Você vai encontrar aqui na Azupa!
Tudo para a sua #vidacombike está aqui!

As modalidades do BMX

post_modalidade_bmx01
O BMX, ou Bicycle Moto Cross, surgiu na década de 50, na Europa mas se popularizou na Califórnia, EUA, nas décadas de 60 e 70.
Nos anos 1960, as crianças imitavam seus ídolos do motocross com suas bicicletas, construíam pistas e faziam corridas informais. Assim nascia um novo esporte. Durante os anos 1970, esse novo esporte começou a crescer, surgiram equipes, campeonatos, revistas especializadas, marcas novas de peças e bicicletas BMX.

O BMX, que para alguns é um esporte e para outros um estilo de vida, é caracterizado pelas manobras e atualmente já está entre os maiores esportes de ação do mundo, sendo inclusive um dos que mais crescem em número de participantes.

Modalidades
O BMX se divide em duas modalidades, o BMX Racing (corrida) e o BMX Freestyle (Manobras).

BMX Racing

post_modalidade_bmx03

O BMX Racing consiste em competições do esporte mais focado na parte de corrida, onde o competidor tem que fazer o percurso no menor tempo.
As baterias das provas são feitas em circuitos com rampas e curvas de alto nível de dificuldade.

BMX Freestyle

O estilo livre, ou freestyle, é subdividido em outras cinco modalidades: Dirt Jump, Vert, Street, Park, e Flatland, sendo diferenciadas pelo local e a forma de como são executadas as manobras.
Assim como o MTB, cada modalidade do BMX requer pneus, peças e acessórios específicos para melhorar a performance.

Dirt Jump


post_modalidade_bmx07
A modalidade Dirt Jump é uma das mais bonitas de assistir e uma das mais difíceis de praticar. Numa tradução livre, o “salto na terra” é praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas. As rampas podem ser únicas, double ou trails (sequência de rampas).

Vert


post_modalidade_bmx02
Vert ou Vertical é praticado em rampas com formato de “U”, chamadas Half-Pipe. Nessa modalidade as manobras são realizadas nas bordas da rampa ou nos aéreos (voos para fora da rampa) e os atletas buscam executar manobras de alto grau de dificuldade nos dois lados da rampa. É uma modalidade muito bonita visualmente para os espectadores.


Está começando no mundo radical do BMX? Preparamos algumas dicas para você curtir momentos inesquecíveis nas pistas

Street


post_modalidade_bmx05

É praticado nas ruas e os obstáculos a serem superados são tudo o que possa ser encontrado, como escadas, corrimãos, paredes, bancos, monumentos, etc.
O importante é ter criatividade para combinar as manobras com os mais inusitados objetos e obstáculos.

Park

post_modalidade_bmx04É praticado em percursos fechados (skateparks ou bikeparks), onde os obstáculos da “rua” são trazido para as pistas fechadas.
Inicialmente, procuravam simular os obstáculos das ruas, mas atualmente já possui um desenho próprio, com rampas para aéreos e para saltos, bancadas, muros e paredes, escadas e corrimãos. Os obstáculos são pensados de modo a auxiliar a conclusão da manobra.


Flatland

post_modalidade_bmx06A criatividade, agilidade e técnica individual dos competidores são fundamentais nessa modalidade. O Flatland é praticado em áreas planas e sem obstáculos e as manobras são um desafio de equilíbrio, criatividade e agilidade, onde os atletas buscam executar varias combinações e variações seguidamente sem interrupção do movimento entre uma manobra e outra.
A bike utilizada no Flatland é a mais diferenciada entre as usadas nas outras modalidades do Freestyle, pois ela permite que o guidão seja girado quantas vezes o piloto quiser sem que o cabo freio seja afetado.

Já pratica o BMX?
Conta pra gente a sua experiência!

Queremos saber mais um pouco da sua #vidacombike!
Tudo o que você precisa para a sua companheira de pedal está aqui na Azupa!